Podem as religiões ajudar a superar a crise ecológica?

Dizeres importantíssimos que trazem em si preocupações essenciais com o futuro de nossa humanidade, de nosso planeta, de nossa “Casa Comum”.

O autor nos remete a interiorizarmos-nos sobre o mundo a nossa volta, o outro, o ambiente que nos cerca e religião.

Sobre todas a vidas e a nosso mãe, a Natureza.

Vale a pena refletir sobre o artigo do Professor Leonardo Boff!

Se não fizermos algo para mudar nossa realidade social, natural e ambiental…

Qual o futuro de nossa existência humana?

Qual o futuro de nossas crianças?

Qual o futuro de nosso planeta?

Consumimos,

extraímos,

cada vez mais recursos naturais.

Jogamos lixo nas ruas, queimamos…

Esquecemos que os recursos naturais um dia acabam!

Um ciclo finito!

Matando o planeta,

matamos a nós mesmo!

cuide do planeta

Leonardo Boff

Pela primeira vez depois de anos, os 192 países se puseram de acordo na COP21 de Paris em fins de 2015, de que o aquecimento global é um fato e que todos, de forma diferenciada mas efetiva, devem dar a sua colaboração. Cada saber, cada instituição e especialmente aquelas instâncias que mais movem a humanidade, as religiões, devem oferecer o que podem. Caso contrário, corremos o risco de chegarmos atrasados e de enfrentarmos catástrofes como nos tempos de Noé.

Abstraímos o fato de que cada religião ou igreja possuem suas patologias, seus momentos de fundamentalismo e de radicalização a ponto de haver cruéis guerras religiosas, como houve tantas entre muçulmanos e cristãos. Agora o que se pede, é ver de que forma, a partir de seu capital religioso positivo, estas religiões podem chegar a convergências para além das diferenças e ajudar a enfrentar a nova era do antropoceno (o ser…

Ver o post original 729 mais palavras

Anúncios

E o futuro do Brasil, onde anda?

Reforma-Politica

Nos dias atuais, muito se tem questionado sobre o verdadeiro papel do Estado. E, se estas Instituições Públicas podem realmente funcionar e cumprir o seu verdadeiro papel previsto na Carta Magna, ou seja, zelar pelo bem comum e pelo pacto social. Por definição, grosso modo, sabemos que o Estado é uma instituição pública organizada política, social e juridicamente, obviamente gerenciada por um governo, com soberania, responsável pela organização e pelo controle social. Entretanto, o que se vê atualmente transcende o respeito e a moralidade não só a própria democracia de direito e seus fundamentos principais, mas ofende a cada cidadão brasileiro com tantos escândalos de corrupção e usurpação de poder.
Sabe-se que a palavra DEMOCRACIA origina-se do grego demokratía que é composta por duas palavras menores, demos (que significa povo) e kratos (que significa poder). Neste sistema político, o poder é exercido pelo povo através de seus representantes eleitos. Logo, trata-se de um regime em que todas as importantes decisões políticas estão com os representantes do povo, que os elegem por meio do voto. Poderíamos dizer que no fundo, são dados votos de confiança pela população que elege aqueles que irão dirigir nossa sociedade. Obviamente, partindo-se desta premissa, poderíamos dizer que todos aqueles que buscam serem eleitos em funções públicas, seja ela qual for, no fundo são imbuídos pelo desejo de representar os cidadãos, a sociedade e conduzi-la dentro de princípios fundamentais de democracia e ética. Infelizmente, não é isso que estamos presenciando atualmente. O que se vê na mídia em geral são constantes e intermináveis escândalos de corrupção, de obras públicas não terminadas, de prefeitos e vereadores de vários municípios, deputados e senadores, presidentes e ex-presidentes serem bombardeados por acusações de desvio de verba aqui, corrupção acola, enfim, um caos constante na política.
Para refletir: Por que há tantos escândalos? Será que tais indivíduos quando eleitos buscavam fazer o melhor pela sociedade? Será que suas promessas durante as eleições eram verdadeiras e motivadas pelo desejo de uma sociedade mais justa, igualitária, ética?
Qual a raiz do problema? O que fazer para mudar?
Sabemos que o papel do cidadão é o mais importante de todos, pois é o conjunto de cidadãos de uma sociedade que escolhe o tipo de sociedade em que pretende viver, determinando os papéis das suas principais instituições e agentes. Além, de escolherem aqueles que irão representa-los democraticamente. Claro que com o advento da globalização, de uma maior escolaridade e os consequentes avanços em tecnologia, estreita-se a relação cidadão e seus representantes. Hoje, é possível mandar e-mails com um toque no celular. Podemos e devemos, a meu ver, cobrar suas promessas. Acompanhar de perto suas ações públicas e verificar se tal representante realmente tem feito algo pela sociedade e cumprindo tudo que prometeu nas eleições. Falar é fácil. Agir que é difícil.
Pergunto-me, será que o cidadão é realmente mais informado? É ativo, exigente e participativo?
Será que nosso sistema educacional tem cumprido o seu papel?

Democracia

O objetivo dessas palavras é servir como alerta.

Eleições estão chegando… e qual o futuro de nossa política?

Quem iremos eleger… Os mesmos… Outros… Aqueles ou estes…. Não sei o que virá depois! Apenas, restrinjo-me a dizer o que penso e escuto de amigos e colegas:

“ninguém aguenta mais essa situação política! Muitos dizem preferir não votar, pagar multa. Ou votar em Branco.”

Confesso que sou contra.

Devemos sim, ao contrário, nos unir cada vez mais, enquanto cidadãos, grupo social, mobilizar-nos, ficar atentos, analisar e avaliar MUITO BEM aqueles os quais depositamos confiança e mereceram nosso voto…

Cobrá-los constantemente…

Todos queremos um BRASIL melhor, mais justo, ético e de PAZ… que prospere!

UM BRASIL FELIZ!

vai brasil

APRENDAMOS ENSINANDO-NOS! UM RETRATO DE PAULO FREIRE, ANDARILHO DA UTOPIA

Um visionário, Paulo Freire,

bem como suas obras e até sua humanidade mudaram a Educação. Formas de entender, de ver e até de sentir a relação entre aluno e professor, passaram a ser vistas diferente.

Considerado um Marco, suas obras influenciaram  e influenciam – até hoje – professores, educadores, pesquisadores na área da educação, em suas diferentes formas do saber.

Belíssimo o trabalho do Blog “Casa de Vidro”.

Vale a pena dar uma lida e mergulhar nos trabalhos de Paulo Freire.

A CASA DE VIDRO

APRENDAMOS ENSINANDO-NOS!

UM RETRATO DE PAULO FREIRE (1921 – 1997),
O ANDARILHO DA UTOPIA

por Eduardo Carli de Moraes ||| A Casa de Vidro.com

Viver
E não ter a vergonha de ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser um eterno aprendiz.”
GONZAGUINHA, “O Que É, O Que É”

PF7Paulo Freire nasceu no Recife, no bairro da Casa Amarela, em 1921. Sobre sua meninice, rememora uma cena marcante de seu cotidiano: “fui um menino da geração dos lampiões e uma das coisas que eu mais gostava na minha vida era ver o homem lampião, como a gente chamava, com aquela vara no ombro, e que marchava com uma dignidade fantástica, com a sua chama na pontinha da vara, dando luz à rua…” 1

Esta lembrança de infância, evocada por Paulo Freire em entrevista concedida ao Pasquim em 1978, parece-me emblemática para descrever este brasileiro que, como…

Ver o post original 5.529 mais palavras

Inteligência Epistêmica: O Que São Crenças, Afinal? (Ayaan Hirsi Ali)

Para refletir…muito interessante, vale a pena dar uma lida nas ideias de Ayaan Hirsi Ali, muito bem expostas pelo Blog  “Inteligência Epistêmica”. Há um material muito interessante.

A compreensão de nossa realidade por perspectivas distintas aguça nosso senso do real. Passamos a entender nossa realidade por ângulos maiores, mais amplos…

O Que São Crenças, Afinal? (Ayaan Hirsi Ali)

As crenças do subconsciente estabelecem os limites do que você pode ser, ter ou fazer Mantenha suas crenças positivas por que… Suas crenças tornam-se seus pensamentos, seus pensamentos tornam-se suas palavras, suas palavras tornam-se suas ações, suas ações tornam-se seus hábitos, seus hábitos tornam-se seus valores e seus valores tornam-se seu destino. (Mahatma Gandhi) Primeiro de tudo, o que se entende por crença? As convicções são as certezas, tudo o que acreditamos ser verdadeiro. Nossas crenças são o fundamento da nossa personalidade e aquilo que alcançamos em nossas vidas. Elas nos definem com valor ou sem valor, poderoso ou fraco, competente ou incompetente, confiante ou suspeitoso, seguro de nós mesmos ou dependente, flexível ou rígido, amado ou odiado. Nossas crenças têm conseqüências de longo alcance em nossas vidas, tanto positivas como negativas. Nossas crenças afetam o nosso humor, nossas relações, nosso desempenho no trabalho, auto-estima, saúde, e até mesmo a nossa perspectiva religiosa ou espiritual. Mas o que você precisa considerar é que existem crenças conscientes – (racional) da qual temos consciência – e subconscientes – o que é (instintivo) ou inconsciente. Crenças conscientes são todas aquelas certezas que tanto acreditamos. As crenças subconscientes são aquelas verdades escondidas, no sentido de que não estamos cientes de que fazem parte de nós mesmos e de quanto influenciam nossas vidas. Estudos em neurociência indicam que 95% do nosso comportamento depende do nosso subconsciente. Isso significa que se eu tiver uma convicção subconsciente incongruente à consciência, o meu comportamento e minhas atitudes serão influenciadas pela minha convicção subconsciente. Exemplo: eu conscientemente digo posso confiar nas pessoas, mas a convicção subconsciente com relação a esse argumento é que eu não posso confiar nas pessoas. Assim, o resultado é que mesmo que eu desejo acreditar nas pessoas, eu não posso fazer isso, ou eu tenho que fazer um enorme esforço para fazê-lo.

 

Fonte: Inteligência Epistêmica: O Que São Crenças, Afinal? (Ayaan Hirsi Ali)

7 livros indispensáveis de Eric Hobsbawm

Para quem gosta de História, vale apena dar uma olhada no site.

Eric Hobsbawm considerado um dos maiores historiadores de nosso tempo,  faz uma análise interessante da História. Acredito com uma visão única e crítica.

Paralelamente poderíamos dizer que um indivíduo que não conhece sua própria história acaba se perdendo. Claro, todos aprendemos no decorrer de nossa existência, refletimos sobre nos mesmos.  E, nossa própria história de vida. Reavaliando-a. Esforçando em melhorar. Noutras palavras, aprendemos com ela e procuramos sermos melhores. Da mesma forma, conhecer a História de nossos povos, nações, os caminhos e rumos que nossa sociedade atravessou no decorrer dos tempos, trás em si um importante exercício de reflexão. Entendemos melhor o mundo que nos cerca. Além de servir como exemplos.

Ainda há aqueles que acreditam que só com uma reflexão profunda sobre a história de nossa humanidade é que possamos encontrar novos caminhos para uma sociedade melhor e mais justa…um futuro melhor. Confesso que também sou um destes… Pode parece utopia! Mas como viver sem utopia?

Conheça 7 indispensáveis livros de história de Eric Hobsbawm, historiador marxista britânico reconhecido como grande nome da intelectualidade do século XX.

Fonte: 7 livros indispensáveis de Eric Hobsbawm

Michel Foucault: a mente mais brilhante do século XX [+32 livros para download gratuito]

Muito interessante. Vale a pena ser visto.  O link do blog “Colunas tortas, mais que uma opinião” trás um tema extremamente importante, uma análise da vida de um dos maiores filósofos do século XX, Foucault. Além de conter links para baixar suas obras. Para aqueles que gostam de refletir sobre nossa realidade social, relações de poder, realmente vale a pena.

 

Fonte: Michel Foucault: a mente mais brilhante do século XX [+32 livros para download gratuito]

Tempos difíceis

Excelente artigo. Palavras importantes que nos remetem a preocupação com o futuro de nosso planeta…nossa sociedade…nosso ambiente natural e ambiental…
Vale a pena refletir…

Por Átila Da Rold Roesler[1] em colaboração com o Colunas Tortas.

Começo esse singelo texto com uma confissão: admito que tenho tentado me omitir ao que acontece “lá fora”, me esforçado para não assistir ao noticiário, procurado me concentrar apenas no trabalho (enxugando gelo!), alguma atividade física (o mínimo possível!), música (Bowie morreu…), arte (aliás, gibi é arte?), esportes (Gauchão 2016 vem aí!). Eu confesso. Mea culpa. My bad.

Sou persistente, mas não consigo mais. Parece impossível deixar de se indignar com os tempos difíceis que estamos atravessando. Estou convicto que nos encontramos numa espécie de pântano, atolados até a alma, do qual não temos como escapar. Mas quando falo que “estamos” nessa situação, não me refiro somente ao Brasil de hoje e, sim, à aldeia global, ou seja, à humanidade. Somos todos da mesma espécie, eu acho. Crise política, crise econômica, crise humanitária, crise ambiental… Aliás, o…

Ver o post original 977 mais palavras

Economia Interdisciplinar

Ótimo artigo.

Não há como negar, tudo faz parte de um todo. Todos estamos conectados. Muito se fala em disciplinas e suas especialidades distintas e descontinuadas umas das outras. O ser humano vive em sociedade, interage entre si e com o outro. Todos nós fazemos parte de um conjunto sociocultural, econômico e político. Separar as disciplinas e/ou conhecimentos em estanques, não faz o menor sentindo. Aliás, trás isolamento e distanciamento. Além do desinteresse do aluno. Vivemos num mundo globalizado em constante movimento. Com apenas com um “click” no mouse, viajamos o mundo, vislumbramos teorias e conhecimentos distintos na diversas áreas do saber. Não há como negar isso. A interdisciplinaridade deve unir o conhecimento, buscando-se um todo, para que assim possamos transcender como indivíduos e como sociedade, imerso num mundo onde não se tenha corpos de conhecimento separados entre si, mas sim conhecimentos e disciplinas interligadas. Neste sentido, a transdisciplinaridade deve ser o caminho na busca de uma sociedade melhor, mais justa e de Paz!

Vale a pena refletir sobre o Artigo do Professor livre Docente Fernando.

Cidadania & Cultura

TDIE 261

O conhecimento das Ciências Sociais em geral pode ser ampliado pela exploração de métodos de análises interdisciplinares.

O objetivo deste artigo, publicado preliminarmente como Texto para Discussão do IE-UNICAMP, é divulgar a nova fronteira teórica da Ciência Econômica que se inspira em metodologia de Outras Ciências, tanto em Ciências Humanas como Economia Comportamental (ou Psicologia Econômica), quanto em Ciências Sociais como Economia Institucionalista (ou Sociologia Econômica), e até mesmo em Ciências Naturais como Economia Evolucionária (ou Biologia Evolucionista).

Analisa também como a Economia da Complexidade (ou Engenharia da Computação Econômica) reúne esses diversos insights e escalas de análise interdisciplinares, reintegrando a partição da realidade realizada pelas diversas Ciências Afins.

Uma interpretação multidisciplinar dos fenômenos macroscópicos emergentes a partir das interações entre agentes busca superar a visão anacrônica do mundo, inspirada no mecanicismo da Física newtoniana, ainda adotada por economistas desatualizados. No século XXI, já  passou…

Ver o post original 15 mais palavras

A função enunciativa – Arqueologia do Saber

Vamos refletir um pouco sobre Foucalt. Arqueologia do Poder trás em si relações interessantes que nos remetem a uma reflexão profunda.

Da série “A Arqueologia do Saber“.

Falávamos sobre o enunciado[1]: ele não é uma frase, não é um ato ilocutório nem uma proposição, pelo contrário, o enunciado é aquilo que permite a existência desses três, é um modo singular de existência, uma função de existência.

O enunciado apresenta características próprias por ser um conjunto de signos em ação. É só na prática que ele ganha vida e pode ser analisado, nunca em abstrato, como se fosse possível definir uma quantidade potencial porém nunca praticada de enunciados.

Ver o post original 1.763 mais palavras

Renda do Capital X Renda do Trabalho e Concentração da Riqueza Financeira

Vale apena dar uma lida no material publicado pelo Professor Livre da Docente da Unicamp, Fernando Nogueira da Costa. Excelente Trabalho.

Cidadania & Cultura

Descobri no Jornal GGN uma síntese muito bem elaborada por Luiz de Queiroz e Pedro Garbellini do assunto abordado por mim no 65º Fórum de Debates Brasilianas.org: ‘Dinheiro de Pobre’: Inclusão Social no Sistema Financeiro. No dia do sexto aniversário deste modesto blog pessoal, é o meu presente!

A desigualdade social no Brasil pode ser observada a partir da interação dos cidadãos com o sistema bancário. Terminada a Era Neoliberal, o país entrou em um Período Social-desenvolvimentista no qual o acesso popular a banco e crédito foi tratado como política pública.

Apesar de o país ter um número muito restrito de pessoas concentrando a maior parte dos recursos financeiros, os bancos que se prestaram a atender apenas a essa elite não conseguiram competir.

Nos últimos anos, o market share dos bancos estatais cresceu, enquanto que o dos bancos privados diminuiu. Além disso, bancos nacionais compraram estrangeiros, que não enxergaram as oportunidades…

Ver o post original 1.201 mais palavras

Retrospectiva de Ano Novo: hora de preparar o seu blog para o futuro

A virada do ano é um tempo de reflexão. Aproveite o começo do ano e crie também resoluções para melhorar seu site ou blog no ano novo que se inicia.

Muito interessantes os comentários do blog, vale a pena refletir….

Confira no link….

 

Fonte: Retrospectiva de Ano Novo: hora de preparar o seu blog para o futuro

Le Livros – Baixar Livros em PDF , ePUB e MOBI – Ler Livros Online – Livros para iPad, iPhone, Android, Kobo e Kindle

Faça o download ou Leia Online livros em Epub, PDF e mobi. São livros para iPad, livros para Android, livros para kindle, livros para Kobo.

Fonte: Le Livros – Baixar Livros em PDF , ePUB e MOBI – Ler Livros Online – Livros para iPad, iPhone, Android, Kobo e Kindle

Milhares de e-books completos para download: filosofia, sociologia, psicologia, literatura, antropologia, marxismo, história, geografia, direito… Apreciem sem moderação!

Parabéns ao site. Sinceramente gostei muito. Ótimos posts… Nos levam a refletir sobre ideias e pensamentos importantes de grandes pensadores e filósofos recentes e do passado, mas trás ainda uma reflexão sobre nosso mundo atual…
Visite meu blog: https://mundosocialblog.wordpress.com/
Estou começando agora… ainda está bem modesto. Desejo sorte e PAZ a todos…

A CASA DE VIDRO

ARTES E LINGUAGENS
Artes
Google Drive Torrent – Lista de obras

* * * * *

CIÊNCIAS SOCIAIS & ANTROPOLOGIA
Ciencias Sociais
Google Drive – Torrent – Lista de obras

* * * * *

FILOSOFIA DO SÉCULO XX

Filosofia Séc 20

Google Drive – Torrent – Lista de obras

* * * * *

CLÁSSICOS DA FILOSOFIA – SÉC. XVI AO XIX

Classicos da FIlosofiaGoogle Drive – Torrent – Lista de obras

* * * * *

MAIS FILOSOFIA

Filo2

Google DriveTorrentLista de Obras

* * * * *

DIREITO

DireitoGoogle Drive – Torrent – Lista de obras – Nuvem Abelhas

* * * * *

MARXISMO & MATERIALISMO HISTÓRICO
MarxismoGoogle Drive – Torrent – Lista de obras

* * * * *

PSICOLOGIA

Psicologia e Psicánalise

Google Drive – Torrent – Lista de obras

* * * * *

HISTÓRIA
História

Google DriveTorrentLista de Obras

* * * * *

GEOGRAFIA

GeografuaGoogle…

Ver o post original 101 mais palavras